Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

07
Ago19

Aquele mês de Agosto

E-SESSION-J&G-32.JPG

Não fosse eu ser uma pessoa feita de saudade, era mais que previsível este aperto no peito nesta altura do ano. O mês de Agosto de 2018 foi sem sombra de dúvida, o Agosto mais intenso da nossa vida. Por esta altura andávamos na azáfama dos preparativos de um dia, que ainda mal sonhávamos, o quão único ele se tornaria. Foram dias cansativos que suportamos sem nenhum queixume, pois estávamos felizes e ansiosos. Dá para voltar àquele mês de Agosto?

06
Nov18

A Nossa Vez

IMG_20180825_134839_234.jpg

Acordei pensando "É hoje!". O dia começou de forma normal, sem ti ao meu lado, visto termos passado esta última noite a sós. Tomei o pequeno-almoço, fui buscar as flores e ainda dei uma arrumadela à casa, coisas normais do quotidiano, num dia que tinha tudo para ser fora do comum.
A maquilhadora e a cabeleireira foram as primeiras a aparecer em casa. De armas e bagagens, foram-se instalando para me transformarem numa princesa. Fomos conversando serenamente de tudo e de nada. Confidenciaram-me que estavas tranquilo quando te viram momentos antes, o que me surpreendeu, por seres de natureza um pouco nervoso.

Assim que elas terminaram, eu já só queria vestir o vestido. Esperei pelas damas de honor, e por momentos senti uma ponta de stress aparecer. Duas delas acabaram por chegar, e sem mais demoras vestiram-me num misto de alegria e emoção. Corri receber os meus convidados, e entre beijos, abraços e fotografias a derradeira hora chegara.
Entrei no carocha branco dos anos 60 com os meus dois anjinhos, e lá fomos nós em direção à igreja. Entre o espanto de um em andar num carro sem cinto, e o choro de outro por o carro ter tido dificuldade a pegar, houve um momento em que fui invadida por uma enorme emoção. Aquele era o momento.
Assim que chegamos, o meu pai veio buscar-me ao carro para me acompanhar ao altar. A magnífica Ave Maria de Schubert estava a ser cantada quando entrei na igreja, a qual deixei de ouvir assim que comecei a ver os rostos familiares que foram surgindo à minha frente. Acabei presa no teu olhar e no teu melhor sorriso.
Com muita emoção e um pouco de nervos à mistura, a cerimónia decorreu melhor que o esperado. O sacramento do matrimónio, as leituras lidas pelas melhores, o rito judaico e uma declaração de gratidão dirigida aos nossos pais. Não faltaram os sorrisos, as lágrimas, os risos e até as palmas.
Saímos da igreja cobertos pelo meu véu rendado, sobre um manto de capas negras, debaixo de uma chuva de arroz e purpurinas. Beijos, abraços e mil desejos de felicidade. A festa ainda ia no início e os comentários sobre estar tudo a ser magnífico já se faziam ouvir.

19
Jun18

Aos teus entas irmã

Hoje poderia dizer tanta coisa sobre uma das pessoas mais importantes da minha vida, mas o meu peito enche-se de saudade, o que torna complicado exprimir-me sem que uma lágrima se solte.

Só quero dizer que apesar de entrares nos temidos "entas", a idade é apenas um número e que esse número dá vontade de rir quando olhamos para ti.

Sorri quando olhares para trás, e vê o quanto acreditaste em dias melhores mesmo que a vida te tenha pregado partidas. Se há um ano o teu dia foi passado numa cama de hospital achando que tinhas perdido o teu filho, hoje olha para os teus braços e enche-o de mimo.

Com o melhor presente que a vida te podia dar, seria perfeito se estivéssemos todos juntos, mas melhores dias virão! Por isso mesmo à distância, estarei presente de todo coração para te dizer que os quarenta te ficam maravilhosamente bem, e que nada neste mundo pode-nos separar.

21
Mai18

São as flores o meu lugar

Aquelas que crescem e perfumam o jardim dos meus pais. Foram das primeiras coisas que senti saudades quando deixei aquela casa e sobretudo aquele jardim. Um jardim onde cresci entre brincadeiras, risos e sorrisos. Elas continuam por lá a crescer de todas as cores, formas e odores. E eu não resisto em captá-las em toda a sua beleza, para poder admirá-las quando estou separada deste pedaço de lar.

IMG_0128.JPG

IMG_0129.JPG

IMG_0264.JPG

24
Mar18

Saudades de Roma e da Primavera

cats.jpg

Pensar que há um ano estava a passear nas ruas da cidade eterna e a apaixonar-me pelos gelados italianos, traz-me muita saudade. Mas também tenho imensa saudade da Primavera que já se fazia sentir, com temperaturas acima dos vinte graus. Este ano a Primavera estreou-se com flocos de neve, e os casacos quentes ainda não foram arrumados. Sinto que o inverno nunca mais acaba!

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.