Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

11
Nov18

Núpcias no Douro

O dia após nos casarmos é ambíguo no que toca a sentimentos. Por um lado estamos com o coração farto de amor e felicidade, mas por outro sentimos um certo vazio e até uma pequena tristeza, por algo planeado durante meses ter passado num piscar de olhos! Juntando a esta bipolaridade de sentimentos, o cansaço dos últimos preparativos até ao dia em si, fez-se sentir bastante no dia seguinte.

Depois de uma rápida passagem pela quinta, onde ainda haviam vestígios da  nossa festa, fomos em direção ao merecido descanso. Baião foi a nossa escolha, onde nos esperava um quarto de hotel virado para o Douro. 
Assim que lá chegamos aproveitamos a tarde de sol com um mergulho na piscina e um momento de preguiça nas espreguiçadeiras, onde começamos a sonhar com a nossa lua de mel.
Passeamos pelas vinhas presentes no hotel, e depois de um banho quente fomos jantar. Depois de um jantar divinal, não pensava que aquele hotel me pudesse surpreender mais. Tão errada estava eu! O melhor fica para o fim como se costuma dizer. A meio da noite, vim à varanda e vi o céu mais estrelado que alguma vez vi na vida. Um universo repleto de constelações. Acordei o meu agora marido para ver aquele espetáculo deslumbrante. Ele que se queixou que nunca via estrelas cadentes, viu ali mesmo uma a deslizar pelo céu.

IMG_0668.JPGIMG_0654.JPG

IMG_0672.JPG

IMG_0703.JPGIMG_0679.JPG

Sem dúvida um cantinho repousante, que se revelou mágico.

12
Jul16

Can't stop the feeling!

"I got this feeling inside my bones, it goes electric, wavey when I turn it on.

All through my city, all through my home, we're flying up, no ceiling when we in our zone." 

(Justin Timberlake)

 

Acho que nos próximos tempos não vamos conseguir parar esta sensação óptima da conquista que trazemos no peito. Viva Portugal!

11
Jul16

O esplendor de Portugal

Quando páro para pensar, ainda não acredito. Somos campeões europeus. O realizar de um sonho, uma conquista mais que merecida!

Antes do Euro 2016 começar, o meu entusiasmo era enorme visto estar a viver em França, mas ainda assim nunca pensei que Portugal vencesse.

Foi com enorme felicidade que apoiei Portugal na cerimónia de abertura do Euro 2016, no jogo contra a Àustria, em Marcoussis à espera dos jogadores, e em frente à televisão. Foi com fairplay e alguma raiva à mistura que ouvi as duras críticas feitas ao nosso país, que ouvi colegas a afirmar-me vezes sem conta que a França iria ganhar, que vi o nosso Ronaldo sair lesionado com as lágrimas nos olhos. 

Mas hoje o meu coração está orgulhoso da minha nação, e do esplendor de Portugal! Ainda nem acredito nesta vitória tão saborosa que vivi fora de Portugal, mas ainda assim me sentindo completamente em casa! É mágico!

A cada jogo o lema que sempre repeti foi este "What goes around, comes back around...", e não é que bateu certo?

19764094_LyC45.jpeg

PORTUGAL ♥

07
Jul16

Mais de 11 milhões na final

Portugal chegou à final, e eu ainda nem acredito. Depois de tanta crítica sobre a nossa selecção, chegarmos à final já é uma vitória e já serviu para calar muitas bocas! Estamos na final com muito orgulho e agora só nos resta conhecer os nossos adversários, contra os quais vamos ganhar! Força Portugal!

19756420_rOR0m.jpeg

 Mais de 11 milhões na final! 

19
Jun16

Eu fui ao Euro 2016!

Depois de ter participado no espectáculo de abertura do Euro 2016, chegou a vez de assistir a um jogo. Confesso que não costumo ligar muito a futebol, mas quando se tratam de torneios europeus ou mundiais gosto de apoiar o meu país, pelo que ontem foi o dia!

Não foi a primeira vez que vi Portugal jogar, visto que há uns anos assisti a um jogo amigável com a Malta, o que não tem de todo a mesma importância que assistir ao Euro. Estando a viver em França, não poderia então perder a oportunidade de ver mais uma vez a selecção.

Já á espera deste dia há meses, foi com bastante entusiasmo que nos dirigimos ao Parc des Princes para apoiar Portugal. Assumo que antes de entrar no recinto à volta do estádio senti algum receio pelas ruas, apesar de estar tudo tranquilo e ameno imaginei várias vezes que bastava duas pessoas se desentenderem para aquilo descambar, o que felizmente acabou por não acontecer. Entramos então no recinto, e o ambiente pré-jogo estava sem dúvida fantástico. Toda a gente estava a socializar civilizademente e a festejar sem problemas!

Depois de aproveitar um pouco o ambiente envolvente acabamos por entrar no estádio, o qual aos poucos foi enchendo. Rodeados de portugueses, sentimos-nos rapidamente em casa o que se tornou ainda mais real quando cantamos todos a música A minha casinha dos Xutos e Pontapés.

Pouco depois de entoarmos "As saudades que eu já tinha da minha alegre casinha.", chegou finalmente a hora do jogo com o tradicional hino nacional. Um momento em que toda a gente usou o máximo da sua voz para cantar o hino. Por alguns instantes calei-me só para poder ouvir, e foi algo arrepiante!

Sofremos bastante ao longo do jogo, com muitas oportunidades de golo perdidas e com aquele golo que foi fora de jogo. Apesar de não termos perdido, saimos um pouco tristes do estádio pois uma vitória teria sido a cereja no topo do bolo no dia de ontem. Apesar disso, foi uma experiência espectacular assistir à nossa selecção fora do país!

19711637_LSH5j.jpeg

19711638_L41mn.jpeg

19711639_MruBA.jpeg

19711643_oFJCf.jpeg

19711650_2tb2h.jpeg

Nada está perdido, e é já na próxima quarta-feira que Portugal enfrenta a Hungria, vamos lá ver se temos um bocadinho mais de sorte!

07
Mar16

Lisboa

Durante as nossas férias de natal, as quais foram passadas em Portugal junto da família, aproveitamos para dar um pulo até à capital, realizando assim a nossa primeira viagem de 2016.

Já tínhamos ido a Lisboa, através das típicas visitas de estudo, mas ainda assim eu sentia que não conhecia verdadeiramente esta magnífica cidade. Voo marcado e hotel reservado, lá fomos nós à descoberta de Lisboa em dois dias.

Apanhámos o voo a partir do Porto numa segunda-feira bem de manhãzinha,  e depois de uma viagem bastante rápida, já nos encontrávamos em Lisboa. Saindo do aeroporto apanhamos o metro, onde rapidamente percebemos que o acesso a transportes públicos é bastante simples e fácil, e que os preços acompanham. Resolvemos tirar um bilhete para 24 horas que nos custou cerca de 6 euros, o que acaba por compensar!

A nossa primeira paragem foi então no Cais do Sodré, onde a partir daí procuramos onde tomar o pequeno-almoço. De repente já nos encontrávamos na Praça do Comércio, também conhecida como Terreiro do Paço.

19320203_u73Y8.jpeg

19320210_3L4Pw.jpeg19320209_kFoTo.jpeg

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MEMÓRIAS

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D