Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

08
Mar18

Tours

Uns quinze dias antes das últimas férias de verão resolvemos dar uma escapadela até à região Centro de França, passando pela bela cidade de Tours.
Visitamos a cidade num domingo, e apesar do bonito dia que estava, a verdade é que as cidades francesas ao domingo encontram-se completamente desertas, pois a maioria dos negócios estão fechados e ainda mais em pleno mês de Agosto, quando grande parte das pessoas partem de férias. Passeamos a pé pela cidade que estava bastante tranquila, o que muda da confusão do dia a dia.

20621909_KU69i.jpeg

20621914_T4Ssr.jpeg

20621913_AQkLV.jpeg

20621916_TWM4J.jpeg

20621917_bnjhZ.jpeg

20621911_qBImo.jpeg

20621912_UNIFi.jpeg

A paisagem sobre o rio é muito bonita, ainda mais com os vários barcos antigos que pairam nas águas. Tours é conhecida como o Jardim da França, dispondo de cerca de 50 parques e jardins. Não vimos nenhum, visto que a nossa passagem pela cidade foi breve, infelizmente.
O Hotel de Ville merece destaque pela imponente fachada. No dia que lá estivemos, várias bandeiras espanholas estavam erguidas, em homenagem aos recentes atentados em Barcelona.
Contrariamente ao resto da cidade durante o domingo, o centro histórico de Tours encontra-se mais animado graças às várias esplanadas que lhe dão vida. Um centro bastante bonito e convidativo! Adoro centros assim, que preservam a sua imagem de antigamente.

20621918_4c5qW.jpeg

20621919_z1IBj.jpeg

DSC09573.JPG

DSC09583.JPG

DSC09577.JPG

DSC09582.JPG

 Uma passagem rápida por Tours, mas que bastou para nos agradar.

31
Ago17

Primeiro banho do ano, sozinha

Ainda desesperados pelas férias que teimam em chegar, na passada terça-feira resolvemos aproveitar o bom tempo, indo até uma piscina de ondas dar o primeiro mergulho do ano. Chegar quase ao fim de Agosto sem ter dado um mergulho é obra, mas mais espantoso que isso foi a situação com a qual nos deparamos lá.
Já prontos a entrar na piscina, e já com o pezinho na água, eis que uma nadadora salvadora vem ter connosco e diz ao noivo que não pode entrar na piscina de calções por razões de higiene e segurança. Ora os calções que ele tinha vestidos eram calções de banho bem acima do joelho, mas que ainda assim não foram aceites! De seguida fomos orientados para uma máquina distribuidora de acessórios e fatos de banho, onde poderíamos adquirir um fato de banho "adequado". É óbvio que não compramos nada, pois achamos as novas regras demasiado estúpidas, o preço dos fatos de banho não era do mais acessível, além de que é preciso gostar de andar de cueca ou boxer de licra! 
Não é preciso dizer que ficamos bastante irritados com a situação que não ficou por aqui! Já mentalizado que não iria por os pés na água, o noivo lá se foi molhando nos chuveiros e esteve um pedaço de tempo sentado perto da piscina à minha beira. Sentimos-nos observados pelos muitos seguranças que andavam por lá, até que em determinada altura veio um e disse que ele não podia estar perto da piscina de calções! Que podia estar em toda a área envolvente, mas que se quisesse estar ao redor da piscina teria de se vestir completamente. O segurança foi bastante simpático, disse que podia parecer ridículo mas que estava ali para impor as novas regras...
Acabei por ir nadar sozinha enquanto ele teve de se contentar com banhos de sol. Apesar de ser a piscina para a qual costumávamos ir, rapidamente decidimos que foi a última vez que pusemos ali os pés, com muita pena nossa. Num país que se diz pela liberdade, esta situação fez-nos sentir tudo menos livres.

29
Ago17

France Miniature

No passado mês de Maio, num fim de semana em que o noivo foi a Portugal, aproveitei e fui visitar um parque temático com uns amigos. O parque visitado foi a France Miniature, em Élancourt a cerca de 38 km de Paris. Este parque conta com cerca de 5 hectares onde podemos conhecer a França em ponto pequeno. Com 117 réplicas de monumentos e 150 paisagens típicas do país, é difícil não ficarmos encantados.
Semelhante ao parque Mini-Europe em Bruxelas que visitei em 2015, confesso que gostei mais do France Miniature. O espaço em si é muito mais agradável, e este possui algumas atracções para miúdos e graúdos (das quais um escorrega com tapetes que eu e a minha amiga Joana resolvemos experimentar!). 
Visitar este tipo de parques só da ainda mais vontade de sair por aí e conhecer as maravilhas deste mundo!

20613509_bgqDw.jpeg

20613546_sMu6P.jpeg

20613510_nwErY.jpeg

20613545_5ybUH.jpeg

 A França dos pequenitos!

15
Dez16

Paris vista do Sena

No último fim de semana tivemos a visita de uns amigos que vieram de Portugal conhecer a capital francesa pela primeira vez. Vivendo cá há quase quatro anos, há muitas coisas que ainda não fizemos em Paris e uma delas é o imperdível cruzeiro no  rio Sena. Não foi a primeira vez que fiz o cruzeiro, mas a última vez que o fiz devia ter uns 13 anos, pelo que estava mais que na hora de voltar a repetir. Embarcamos à hora de almoço e lá fomos nós descobrir Paris a partir do Sena. Preferia ter feito o passeio ao anoitecer, descobrindo a cidade luz durante a noite, mas como tivemos um pouco medo que o tempo mudasse acabamos por ir de dia. Ficará para uma próxima!

20124952_3KDeZ.jpeg

20124951_dDM5H.jpeg

20124950_Tykc2.jpeg

20124949_lRgL6.jpeg

 Este cruzeiro é sem dúvida uma das coisas a fazer quando se visita Paris.

16
Nov16

Modo natalício on!

Tenho andado ausente por aqui nos últimos dias, mas entre a visita da minha irmã e o trabalho, o cansaço apoderou-se de mim. O último fim de semana passou num piscar de olhos, com muitos momentos felizes passados em família onde fomos completamente invadidos pelo espírito natalício. Confesso que ainda não estava preparada para receber o natal, mas depois de passear em Paris, entre as Galeries Lafayette e o Marché de noël des Champs-Elysées, não tive como escapar!
Além de nos termos deliciado com estes ambientes mágicos por Paris, concretizamos algo que já ansiavamos há muito: ir a Disneyland na época de natal! O parque já é mágico por si só, mas nesta época torna-se num autêntico sonho! Foi um dia repleto de adrenalina e emoções fortes, mas também de muito cansaço, não fossem as filas de espera que tivemos de fazer para algumas atracções, além do frio e da chuva que apanhamos. A chuva foi aparecendo durante o dia, de forma ligeira, mas no momento em que o espectáculo final ia acontecer choveu abundantemente, pelo que rapidamente ficamos completamente encharcados. Apesar de estarmos molhados dos pés á cabeça, assistimos ao espectáculo muito felizes! Escusado será dizer que a manhã do dia seguinte foi de completa preguiça para recuperar energias!

20055873_dhpmr.jpeg

O modo natalício está definitivamente ligado, pelo que a próxima fase será decorar a casa! :)

19
Jul16

Saint-Malo

Saint-Malo é mais uma belíssima cidade francesa que adoramos conhecer! Encontra-se a cerca de 450 quilómetros de Paris. Chegamos a esta cidade ao fim da tarde, visto que foi aqui que reservamos um quarto de hotel para passar a noite depois de visitar outras cidades anteriormente. Depois de uma breve passagem pelo hotel decidimos partir à descoberta de Saint-Malo e procurar posteriormente um restaurante onde pudéssemos jantar.

19768201_aDlLF.jpeg

19768203_yeMVZ.jpeg

19768204_7B91c.jpeg

19768205_TZeTJ.jpeg

Fomos recebidos com um magnífico sol ao longo da caminhada que fizemos até à zona intra-muros da cidade. Sim, porque a cidade possui um centro histórico dentro de muralhas que outrora protegeram a cidade nas invasões marítimas.
Apesar do sol que nos acompanhou, também tivemos direito a bastante vento, visto que por aqui o tempo é instável devido ao Canal da Mancha. Além do vento, aqui também existem as marés que são bastante notáveis ao longo do dia. Quando estivemos de visita a Saint-Malo, a maré estava cheia o que tornou duas ilhas completamente inacessíveis. Uma é a ilha de Petit-Bé, onde existe o Fort National que data do século XVII, e a outra ilha é a de Grand-Bé, as quais apenas se podem visitar quando a maré baixa.

19777063_O2leE.jpeg

19777065_kOLTi.jpeg

19777081_ym9Dy.jpeg

19777066_ZBEoi.jpeg

Depois desta longa caminhada, chegamos finalmente ao centro da cidade que se encontra dentro das muralhas, o qual atrai bastantes turistas. Imediatamente antes de entrar nas muralhas, existe o castelo de Saint-Malo, o qual acolhe actualmente a câmara municipal da cidade.
Esta cidade foi afectada durante a Segunda Guerra Mundial, pelo que cerca de 80% da cidade tenha sido reconstruída, tendo-se mantido as muralhas as quais conservam o seu aspecto original. 
Foi dentro deste centro tão animado, que encontramos um restaurante e acabamos por jantar e passar o resto da noite.

19777093_vEUjy.jpeg

19777094_NZWGV.jpeg

19777095_cjPYp.jpeg

19777096_TnZZg.jpeg

Ficamos então alojados num hotel nesta cidade pelo que na manhã seguinte aproveitamos para conhecer outro ponto turístico de Saint-Malo. Les Rochers Sculptés, ficam a cerca de cinco quilómetro do centro da cidade, na praia de Rothéneuf. Tratam-se nada mais nada menos que rochas esculpidas numa falésia! Realizadas por Adolphe Julien Fouéré, um padre que aos 55 anos sofreu um AVC ficando surdo e mudo, decidiu retirar-se para esta falésia onde durante 13 anos esculpiu mais de 300 esculturas. Torna-se assim numa falésia fora do comum, como que um jardim feito de rochas esculpidas e onde a vista sobre o mar é deslumbrante!

Mais um cantinho da França explorado!

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

diariooitentaenove@gmail.com