Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

18
Abr19

Maeklong Railway Market

Encantados com o lado espiritual da Tailândia, acordamos para mais um dia de descoberta desta vez fora da capital. No roteiro deste dia estava programado conhecermos o famoso mercado flutuante, pelo que estávamos mais que entusiasmados. Partimos do hotel na companhia de um motorista e de uma guia, desta vez inglesa.

Inicialmente pensamos que iríamos buscar mais pessoas, mas acabámos por chegar à conclusão que iríamos ser apenas nós naquela excursão. Confesso que estranhamos um pouco, para não dizer bastante, sermos apenas dois turistas numa carrinha que dava para mais de sete pessoas, com tantos quilómetros pela frente. Fizemos mil e um filmes na nossa cabeça, desde sequestro a tráfico de órgãos! A verdade é que para além de termos tido um dia espetacular, tivemos do nosso lado a guia mais simpática e generosa de sempre. A nossa mente às vezes vai longe demais!

Durante o trajeto, no qual pensávamos estar a ir para o Floating Market, descobrimos que passaríamos primeiro no Maeklong Railway Market, um mercado não incluído no roteiro, e que estávamos com imensa pena de não conhecer. Escusado será dizer que o entusiasmo só aumentou!

Começamos então a aventura deste dia a mais de 70 quilómetros de Bangkok, mais precisamente em Samut Songkhram, sentados num bar colado a uma linha férrea, com vista para o mercado que se desenrolava ali mesmo. Pedi um smoothie de maracujá, enquanto aguardamos pela passagem do comboio.

IMG_1290.JPG

IMG_1289.JPG

IMG_1292.JPG

IMG_1247.JPG

IMG_1237.JPG

O Maeklong Railway Market é um mercado que acontece em plena linha férrea, a qual continua operacional. Tudo isto tem o seu lado insólito e surreal, por isso dá para imaginar a excitação que estávamos a sentir naquele momento, certo?

Enquanto esperamos, saboreámos as nossas bebidas, trocamos dois dedos de conversa com a nossa guia e eu deliciei-me com um doce feito com côco, que o dono do bar me ofereceu.

Assim que a hora do comboio se aproximou, começou todo o frenesim à volta da sua passagem. O levantar dos toldos, o afastar da linha férrea, e todos os tipos de máquinas fotográficas prontas a captar o momento. Algo sem dúvida diferente, e que estávamos prestes a ver ao vivo e a cores.

O comboio foi-se aproximando lançando as suas típicas buzinadelas, e a admiração foi sendo cada vez maior quanto mais perto ele estava de nós. Num momento ele abrandou um pouco e os motoristas foram brindados com bebidas, enquanto que os passageiros ganharam sorrisos e acenos de mão.

IMG_1208.JPG

IMG_1215.JPG

IMG_1221.JPG

IMG_1226.JPG

No fim da sua passagem, tudo retomou a normalidade e nós entramos mercado adentro, para um mundo cheio de cores e odores. Flores, frutas, legumes, carnes, peixes, alguns dos quais ainda vivos, e tantas outras coisas. Um mercado único que apesar de termos entrado em apneia em algumas partes, devido a cheiros nauseabundos, adoramos!

Mesmo que estes mercados se tenham tornado bastante turísticos nos últimos anos, é toda uma cultura que ali está. Houve uma altura que a nossa guia nos chamou a atenção, para uma das bancas onde estavam a vender fios de ovos. Sim, os típicos fios de ovos portugueses, que por aqui são comidos nas principais festividades. Incrível!

IMG_1191.JPG

IMG_1267.JPG

IMG_1269.JPG

IMG_1272.JPG

IMG_1257.JPG

IMG_1274.JPG

IMG_1256.JPG

A nossa guia, que se demonstrou uma ótima companhia, comprou por ali algumas frutas e duas pulseiras de flores, que gentilmente nos ofereceu. Queria que provássemos algumas das frutas típicas da Tailândia, e as pulseiras de flores por sermos recém-casados. Ficamos bastante surpreendidos com o gesto. Nos nossos dias, onde a sociedade é cada vez mais egoísta, temos uma certa tendência a achar que as pessoas, neste caso uma mera desconhecida, quando fazem algo é por interesse. Porém aqui sentimos que veio do coração, e que foi pura bondade. Era tão bom que fôssemos mais assim uns com os outros, éramos tão mais felizes. 

IMG_1249.JPG

Naquele dia, aquele pequeno gesto foi suficiente para nos encher o coração de felicidade, paz e muita  gratidão. ♡

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

diariooitentaenove@gmail.com