Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

15
Jul19

Ao Nang

Ao Nang foi a praia onde ficamos hospedados na segunda parte da nossa lua de mel, após a nossa passagem pela capital da Tailândia. Depois de uma hora de voo entre Bangkok e Krabi, chegamos a este cantinho da Tailândia já de noite, o que nos deixou cheios de expectativas. Fomos acompanhados até ao nosso quarto, num misto de excitação e de receio daquilo que nos cercava sem que pudéssemos ver. Um destino desconhecido à noite, com um mar propenso a tsunamis a uns meros 50 metros, e o ruído intenso de insetos e outros animais, pode revelar-se um pouco assustador. Mas no final só aumentou o deslumbramento assim que acordamos na manhã seguinte.

IMG_20180828_165936.jpg

IMG_20180826_152040.jpg

IMG_20180829_112446.jpg

Situada no sul da província de Krabi, Ao Nang revelou-se um lugar bastante tranquilo rodeado de falésias, floresta, mar e inúmeras ilhas no horizonte. A partir daqui é possível partir à descoberta de um número infinito de pedaços de paraíso, incluindo as famosas ilhas Phi Phi. 

A nossa estadia em Ao Nang teve dias de autêntico dolce far niente, com dias a começar por um pequeno-almoço bem recheado. Aliás, uma das recordações mais relaxantes que guardo, são os pequenos-almoços tomados em frente ao mar de Andamão. Rodeada de paz, o som das calmas ondas do mar e uma música bem zen de fundo, não há como começar os dias de melhor maneira. Sinto realmente saudade quando relembro estes momentos.

Não havia nada que parasse esta doce preguiça, nem mesmo a chuva torrencial que apareceu uma ou duas vezes, e que nos deu ainda mais vontade de saltar para dentro da piscina!

À noite percorríamos as ruas à beira-mar repletas de restaurantes, lojas de recordações e diversos bares. Jantávamos a maior parte das vezes virados para o mar, acabando num bar para ouvir música ao vivo com um daiquiri de maracujá a acompanhar.

IMG_2061.JPG

IMG_2083.JPG

IMG_2069.JPG

IMG_2062.JPG

IMG_2065.JPG

Também houve dias de aventura e descoberta, quando fomos conhecer outros lugares, e até quando decidimos experimentar a típica massagem tailandesa! Por entre tantas massagens propostas em cada esquina, escolhemos a tradicional numa tenda bem em frente ao mar. Fomos surpreendidos por uma massagem tudo menos relaxante no momento, até um pouco bruta, em que ouvimos estalar cada osso do nosso corpo! Até os mais pequenos não foram poupados, como foi o caso dos dedos dos pés. Valeu-nos umas inspirações profundas, uns gritinhos, gargalhadas e por fim um corpo renovado.

IMG_20180830_115920.jpg

Não foi só a massagem que me renovou o corpo e a alma, foi um todo chamado Tailândia!

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

diariooitentaenove@gmail.com