Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

29
Jun18

Amesterdão

A última viagem que fiz foi em Dezembro, o que já lá vão uns bons meses. Confesso que a vontade de partir conhecer outros lugares tem-se feito sentir, mas tenho uma lua de mel à minha espera daqui a menos de dois meses, por isso há que ser paciente!

O último destino descoberto foi a cidade de Amesterdão, uma cidade que já há muito queríamos visitar. Finalmente metemos o carro na estrada e lá fomos em direção à Holanda pela segunda vez.

20171210_122729.jpg

Partimos com o grupo de amigos cá de França, para um fim de semana que acabou por se revelar bastante frio! Paramos algumas vezes pelo caminho, onde apanhamos alguma neve, e após mais de cinco horas na estrada, finalmente chegamos a Amesterdão.

Resolvemos estacionar o carro num parque de estacionamento próximo dos transportes públicos que nos levassem bem ao centro da cidade, e aqui começou a aventura. Saímos do parque os oito: seis adultos, um bebé e uma cadela, e entre a chuva lá corremos até a estação de elétrico mais próxima. Olhamos para os horários sem perceber patavina e sem grande noção para onde havíamos de ir. Chegou um elétrico, no qual começamos a entrar, mas com a confusão só metade de nós entrou. Já dentro do elétrico ficamos sem saber o que havíamos de fazer, até que decidimos sair numa estação onde esperamos pelos restantes. Assim que nos reencontramos apanhamos o bom transporte e lá fomos nós em direção ao centro de Amesterdão, onde a fome já se fazia sentir. Resolvemos almoçar enquanto vagueávamos pelas ruas da cidade, que imediatamente nos surpreenderam pela quantidade de gente que tinham, apesar do frio!

Começamos a passar pelos inúmeros canais que dão o maior encanto a Amesterdão, e as inúmeras bicicletas que já tínhamos visto na cidade de Maastricht, aqui multiplicaram-se. Quem fala em canais fala em pontes, as quais são dos melhores locais para tirar fotografias.

20171209_142359.jpg

DSC00069.JPG

20171209_143230.jpg

DSC00066.JPG

20171209_145430.jpg

O nosso destino era a Casa de Anne Frank, a qual estávamos ansiosos por visitar, não fosse a dificuldade que tivemos para obter os bilhetes de entrada. Após várias pesquisas na Internet, o aconselhado é comprar online, mas é preciso estar atento pois os bilhetes esgotam num piscar de olhos. Prova disso, é que só conseguimos obter os bilhetes durante a viagem, após várias tentativas e quando já estávamos em território holandês!

Assim que chegamos a Prinsengracht dirigimos-nos à fila de espera, onde descobrimos que os animais não eram permitidos. Acabamos por ter de fazer a visita separados, o que acabou por nem ser um grande problema, pois uma vez lá dentro acabamos por estar um pouco espalhados. Eu pessoalmente acabei por fazer a visita praticamente sozinha, pois queria absorver tudo aquilo que via.

A Casa de Anne Frank, foi onde ela e a sua família se esconderam durante dois anos durante o período do Holocausto, no famoso Anexo Secreto. Aqui viveram escondidos com outras pessoas, até serem descobertos pelos nazis e enviados para os campos de concentração. Apenas Otto Frank, o pai de Anne sobreviveu. Vários momentos vividos no anexo estão descritos no famoso Diário de Anne Frank, o qual apenas li após a visita ao anexo.

Esta época da história interessa-me bastante, pelo que já vi vários filmes e li livros sobre isto, pois ainda não consigo conceber como é que, numa época não tão distante da nossa, possa ter havido atos de ódio desta dimensão. Visitar a Casa de Anne Frank é sem dúvida algo imperdível, que nos faz refletir sobre muito coisa. Durante a visita o silêncio impera, e cada pessoa absorve as coisas à sua maneira. É tocante.

received_10204101198807558.jpeg

DSC00070.JPG20171209_145420.jpg

20171209_162835.jpg

Assim que saímos, o frio fez-se sentir ainda mais. Continuamos a passear pela cidade, deliciando-nos com cada recanto. O centro da cidade é pequeno, pelo que se faz bem a pé, porém com temperaturas melhores. Os comércios invadem as ruas, alguns deles bem engraçados.

Amesterdão além dos canais e das bicicletas é mundialmente conhecido pelo acesso aos prazeres mundanos. Drogas legais e prostituição, fazem parte das ruas desta cidade. O cheiro a cannabis está presente em cada esquina.

DSC00075.JPG

20171209_163340.jpg

FHD0008.JPG

FHD0011.JPG

Já com o cair da noite e a hora do jantar a chegar, acabamos por escolher um restaurante onde paramos. Jantamos e continuamos a passear pelas ruas, desta vez procurando o famoso Red Light District. Já estávamos prontos a pedir uma ajudinha ao Google Maps, quando começamos a avistar as famosas luzes vermelhas. Mergulhamos nas ruelas onde nas montras as prostitutas oferecem os seus serviços. É sem dúvida uma área da cidade bastante curiosa e fora do comum, visto que para além da prostituição ser ilegal no nosso país, o sexo é por vezes considerado um tema um pouco tabu para algumas mentalidades. Ali o sexo é posto à venda bem à frente dos nossos olhos. As mulheres estão expostas nas vitrines em lingerie, e basta nos aproximarmos da porta que vêm logo ao nosso encontro. Fiquei impressionada com a beleza da maioria delas, pois julguei que iria encontrar mulheres mais comuns. Além das montras, existem muitas lojas com artigos fora do normal, vários deles relacionados evidentemente com sexo.

Passear nesta zona da cidade acabou por se tornar divertido e ainda mais com um carrinho de bebé connosco!

received_10204101198887560.jpeg20171209_213314.jpg

20171209_213302.jpg

Antes de irmos para o hotel onde passamos a noite, resolvemos parar numa das inúmeras lojas e resolvemos fazer umas comprinhas. Compramos os famosos Space Cakes, bolachas e chupas à base de cannabis.

Assim que chegamos ao hotel reunimos-nos num dos quartos, onde fizemos a nossa troca de prendas de natal, e depois aventuramos-nos a provar os petiscos que compramos. Bem, de aventura não teve nada, pois sinceramente não sentimos efeito algum, a não ser que tenhamos dormido melhor!

20171209_171541.jpg

20171209_222244.jpg

20171209_235716.jpg

Depois então de uma boa noite de sono, prosseguimos a descoberta por Amesterdão que acabou por terminar mais cedo que o previsto. Já à saída do hotel, os flocos de neve começaram a cair, mas nada nos demoveu de ir até à famosa estrutura I Amsterdam!

Assim que lá chegamos os flocos de neve começaram a tornar-se cada vez mais! As fotografias obrigatórias naquele sítio tornaram-se como uma brincadeira de criança. Foi ver-me lá toda feliz com os flocos de neve, e descobrir que eles não são muito compatíveis com o meu eyeliner. Mesmo com os olhos borratados, continuei a sorrir!

received_10210486625218690.jpeg20171210_122325.jpg20171210_122006.jpg

Com a neve cada vez mais forte, deixamos de lado a hipótese de visitar o resto da cidade ou museus e acabamos por decidir regressar a casa. Decisão acertada, pois um enorme nevão começou a cair durante o caminho!

DSC00078.JPG

DSC00079.JPG20171210_124328.jpg

20171210_132346.jpg

20171210_150029.jpg

A neve deixou muita coisa por visitar, e a vontade de um dia voltar!

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MEMÓRIAS

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D