Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

28
Set16

Ricky e Eu

Tal como o livro e filme Marley & Eu, eu também tenho uma história intitulada de Ricky & Eu na minha vida. Desde que me conheço, foram muitos os animais de estimação que tive, alguns que foram aparecendo por casa, outros nasceram, outros oferecidos. Porém, o Ricky foi o animal de estimação que eu quis ter quando tinha doze anos.

A Fofinha era a cadela de uns vizinhos que passava os seus dias a ladrar e a correr atrás de cada carro que lá passasse. Um dia ela teve dois cachorrinhos, e depois de convencer os meus pais, chegou o dia em que fui escolher aquele que seria o meu companheiro nos anos seguintes. A vizinha, que é tia de uma amiga de infância, pegou nos dois pequenos em cada mão e pediu que escolhesse um. Indecisa, olhei para eles, que eram bastante idênticos, e apontei para aquele que se diferenciava por ter uma pinta branca na ponta do rabo. E assim foi, num bonito dia de sol, uma pinta branca na ponta do rabo uniu-nos para sempre.

A partir do dia em que ele entrou naquela casa, foi uma descoberta mútua, e aos poucos um sentimento de companheirismo foi surgindo. Muitos momentos felizes, mas também momentos em que o coração apertou e continua a apertar por causa deste pequeno de quatro patas. Das vezes que ele esteve doente, em que julguei que ele fosse morrer, ou mais recentemente quando o vejo e constato que ele está a envelhecer. E quando lhe digo até já, sem saber se o voltarei a ver? Parece uma coisa de loucos, falar assim de um animal, da mesma maneira que falaria de uma pessoa que amo. 

Tudo isto, só para dizer que apesar da distância, continuo a pensar muito no meu pequeno que já faz parte da família há quinze anos. Por incrível que pareça, ainda não tinha falado nele aqui, mas estes quinze anos mereciam ser partilhados!

20772436_hisMk.jpeg

"Ele me ensinou a apreciar coisas simples. E enquanto envelhecia e adoecia, ensinou-me a manter o optimismo diante das adversidades. Principalmente, ele me ensinou sobre a amizade e o altruísmo e, acima de tudo, sobre lealdade incondicional."

(John Grogan em Marley e Eu)

23
Set16

De volta aos treinos

Depois das férias de Verão, além da saudade dos bons momentos passados, trazemos connosco também uns quilinhos a mais, não fossem os nossos papás nos quererem mimar com o melhor que há na vida: comer e beber! Confesso que nos primeiros dias de férias consegui resistir a várias tentações, e até cheguei a ir duas vezes correr (debaixo de muito calor), mas quando estive em Mallorca, foi impossível continuar a resistir! Alguém consegue dizer não aos pequeno-almoços de hotel? Eu não! A partir daí foi e tem sido o desleixo total.

Durante as férias, fui correr apenas duas vezes e para o calor que estava até fiz uns bons quilómetros. A primeira vez foram 6,88km e a segunda 6,15km. Depois destas duas vezes, seguiu-se umas semanas de pausa, e enquanto a alimentação não volta a ser controlada (sim porque para isso, é preciso todo um processo mental de aceitação), ontem demos as boas-vindas ao Outono com o regresso à corrida! Com boa companhia a motivação é logo outra, por isso não custou nada sair de casa. Ia mentalizada em fazer apenas uma volta no percurso que costumamos fazer. Porém, como disse a companhia é mais que uma motivação, e então se for uma das melhores amigas, em que tem de se actualizar as fofocas, nem se dá pelo tempo passar, que é como quem diz, pelos quilómetros a ficar para trás. O objectivo de uma volta, triplicou! Foram três voltas, que me levaram a ultrapassar o meu record que era de 8,36km, a quase 9km!

Eu que detestava correr, e invejava aqueles que tinham prazer em fazê-lo, hoje sinto que me faz bem. A nível físico, mas sem dúvida muito mais a nível psicológico, pois tem sido um verdadeiro desafio. Estou orgulhosa de mim, atingi 8,77km!

22
Set16

Fica Verão

Gosto do Outono, e de tudo o que lhe é associado. As folhas secas, as primeiras roupas quentes que nos confortam, as bebidas quentes, as castanhas assadas e tantas outras coisas que fazem parte desta época do ano, deste período pós-férias e de regresso à rotina. Gosto, mas este ano um pouquinho menos. Este Verão foi delicioso e memorável. Custa-me deixar este Verão para trás, e não saber quando ele voltará a ser como foi. Com sol e noites quentes, com vestidos e sandália no pé, com banhos no mar e areia no corpo, com caipirinhas e boa companhia, e tanto mais.

Seria tão fácil se fosse Verão o ano inteiro, seríamos tão mais felizes! Outono desculpa, mas só te aceitarei se me trouxeres o Verão de S. Martinho, e levares contigo as nuvens que já cobrem o céu... Quero continuar com este estado de espírito, que só o Verão nos consegue dar!

19
Set16

Verão doce Verão

Uma semana depois das férias terem terminado e o regresso inevitável à rotina, cá estou eu de volta a este cantinho. O fim das férias de Verão, o até já à família e a Portugal, o pousar das malas cá em casa e o ter de voltar a acordar para um dia de trabalho são coisas que custam horrores, ainda mais quando o sol já decidiu desaparecer por aqui.

Lentamente vamos-nos reabituando à rotina, e o relembrar dos excelentes momentos que passamos durante as férias só nos fazem querer traçar mais planos para os próximos tempos, e ideias não faltam! Qual será o próximo destino, a próxima aventura com os amigos, a próxima festa, o próximo reencontro com a família, o próximo momento para ser feliz? Porque o mais importante na vida é isso mesmo, fazer de tudo para ser feliz!

Enquanto aguardamos pelos próximos episódios das nossas vidas, vamos olhando para as fotografias das férias, nas quais tivemos um dos Verões mais bonitos dos últimos anos com direito a sol diariamente, trazendo connosco uma pele bem dourada em jeito de recordação.

Um verão muito feliz, feito de momentos inesquecíveis com muito sol, espadal, praia, família, sangria, girassóis, piscina, caipirinha de maracujá, Mallorca, bóias,  palmeiras, Gerês e muito mais!

19915090_N7vc2.jpeg

 Verão doce Verão, até para o ano!

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MEMÓRIAS

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D