Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

30
Jun15

Verão em Paris

Já não me lembrava de um verão assim, com dias repletos de sol e temperaturas bastante elevadas durante vários dias. Este tempo faz-me recordar a minha infância em que me fartava de brincar no jardim durante as férias de verão e à noite o calor era tanto que éramos obrigados a abrir todas as janelas da casa, e ainda assim o calor era insuportável.

Nos últimos anos o verão tem sido um pouco incerto, e estando em França ainda mais, porém este ano temos sido brindados com magníficos dias de sol com temperaturas bastante agradáveis. Esta semana as temperaturas vão estar demasiado quentes, mas ainda assim gosto, pois como referi isso traz-me boas recordações. É só pena estar a trabalhar durante a semana, mas o fim de semana não me escapa!

28
Jun15

Ninguém chega à nossa vida por acaso

"Ninguém chega até nós… E ninguém permanece em nossa vida por um simples acaso. Pessoas nos encontram ou nós as encontramos meio sem querer não há programação da hora em que as encontraremos. Assim, tudo o que podemos pensar é que existe um destino, em que cada um encontra aquilo que é importante para si.
As pessoas que entram em nossa vida, sempre entram por alguma razão, algum propósito. Ainda que a pessoa que entrou em nossa vida, aparentemente, não nos ofereça nada, mas ela não entrou por acaso, não está passando por nós apenas por passar. O universo inteiro conspira para que as pessoas se encontrem e resgatem algo com as outras. Discutir o que cada um nos trará, não nos mostrará nada, e ainda nos fará perder tempo demais desperdiçando a oportunidade de conhecer a alma dessas pessoas. Conhecer a alma significa conhecer o que as pessoas sentem, o que elas realmente desejam de nós, ou o que elas buscam no mundo, pois só assim é que poderemos tê-las por inteiro em nossa vida.

A amizade é algo que importa muito na vida do ser humano, sem esse vínculo nós não teremos harmonia e nem paz. Precisamos de amigos para nos ensinar, compartilhar, nos conduzir, nos alegrar e também para cumprirmos nossa maior missão na terra: “Amar ao próximo como a si mesmo”. E para que isso aconteça, é preciso que nos aceitemos em primeiro lugar, e depois olhemos para o próximo e enxerguemos o nosso reflexo.

Essas pessoas entram na nossa vida, às vezes de maneira tão estranha, que nos intrigam até. Mas cada uma delas é especial, mesmo que o momento seja breve, com certeza elas nos deixarão alguma coisa.

Observe a sua vida, comece a recordar todas as pessoas que já passaram por você, e o que cada uma deixou. Você estará buscando a sua própria identidade, que foi sendo construída aos poucos, de momentos que aconteceram na sua vida, e que até hoje interferem em seu caminho.

Passamos por vários momentos em nossa vida. Momentos estes que nos marcam de uma forma surpreendente, nos transformam, nos comovem, nos ensinam e muitas vezes, nos machucam profundamente. Quando sentir que alguém não lhe agrada, dê uma segunda chance de conhecê-lo melhor, você poderá ter muitas surpresas cedendo mais uma oportunidade. Quando sentir que alguém é especial para você, diga a ele o que sente, e terá feito um momento de felicidade na vida de alguém. Não deixe para fazer as coisas amanhã, poderá ser tarde demais. Faça hoje tudo o que tiver vontade. Abrace o seu amigo, os seus irmãos, os seus filhos. Dê um sorriso para todos, até ao seu inimigo. Se estiver amando, ame pra valer, viva cada minuto deste amor, sem medir esforços. Seja alegre todas as manhãs, mesmo que o dia não prometa nada de novo. Preste bastante atenção em todas as pessoas, elas poderão estar trazendo a sua tão esperada FELICIDADE!"

Roy Lacerda

25
Jun15

Correio de voz

Em França existe muito o hábito de deixar correio de voz quando a chamada não é atendida do outro lado. Não estando muito acostumada com isto, pelo menos eu não estava, lá fui ligando para o correio de voz para ouvir as mensagens de voz que me iam deixando quando não atendia o telemóvel por algum motivo.

Actualmente não posso estar mais a favor deste método, pois além de ser muito mais compreensível uma mensagem de voz que uma mensagem de texto, isto faz com que eu não atenda imensas chamadas de números desconhecidos. Recebo um grande número de chamadas de números que não conheço, sendo a maioria publicidade ou chamadas burla que me debitam saldo se atendo... ou seja, já me convenci que se for uma "chamada a sério" para dizer algo importante, se eu não atender deixarão na certa a mensagenzinha de voz!

23
Jun15

O meu jardim improvisado

Sempre habituada a um jardim repleto de flores, tive de me contentar com uma varanda, pelo que este ano decidi dar-lhe um ar mais bonito com algumas decorações e algumas plantinhas, de forma a poder usufruir um pouco mais desta divisão do apartamento nesta época do ano. Com pouca coisa tornou-se imediatamente num sítio muito mais agradável onde já pude apanhar sol, ler, jantar e até tomar o pequeno-almoço de manhã. O que mais me encanta são as plantas que comprei terem dado flores muito bonitas, as quais não resisti em fotografar a sua evolução.

19400740_W3pJ4.jpeg19400739_wYLTJ.jpeg

19400743_oS8zO.jpeg19400742_O6IZY.jpeg

19400744_TIQfs.jpeg

19400745_kGKtR.jpeg

 Este é o meu jardim improvisado ♥

15
Jun15

Quero voltar para os braços da minha mãe

Ontem Portugal veio até nós em mais uma festa realizada pela Radio Alfa, uma rádio bem portuguesa na região parisience. Uma tarde muito bem passada entre amigos num autêntico dia de verão! O momento alto da festa foi quando o Pedro Abrunhosa cantou Quero voltar para os braços da minha mãe, uma música tão bonita e com tanto significado. Impossível foi ficar a ouvi-la sem uma lágrima no canto do olho...

19419266_Spkqi.jpeg

" Vim em passo de bala, um diploma na mala, deixei o meu amor p'ra trás.

Faz tanto frio em Paris, sou já memória e raiz, ninguém sai donde tem Paz.
Quero ir para casa, embarcar num golpe de asa, pisar a terra em brasa, que a noite já aí vem. 
Quero voltar para os braços da minha mãe."

Pág. 1/2

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MEMÓRIAS

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D