Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

31
Dez12

Dois mil e doze

Último dia do ano que poderia resumir em quatro palavras: viagem, saudade, força e coragem. Comecei o ano completamente perdida sem saber que rumo dar à minha vida, só desejava conseguir estabilidade e ser feliz. Os dias foram passando e não conseguia aquilo que queria, até que um certo dia atendi um telefonema com um "Bonjour". Este telefonema iria me lançar para uma grande aventura nos meses seguintes.

Entretanto passou o Carnaval, o meu aniversário, o batizado da sobrinha do namorado, a queima das fitas dele, uma série de momentos marcantes que levei no coração no momento da minha partida.

Em Maio parti para o país que outrora me vira nascer para iniciar a minha vida profissional. Nunca pensei ter a coragem para dar este passo e muito menos possuir tanta força em mim. Foram muitos os momentos difíceis em que me apeteceu largar tudo e voltar para o conforto do meu lar, o que era impossível. Muita saudade senti, ai a saudade! Saudade do Sol, das flores do meu jardim, dos meus animais e obviamente daqueles que são tudo para mim. Quão valorosos são para nós! No entanto tive a sorte de conhecer duas pessoas fantásticas que estão guardadas no meu coração, foram a minha família em momentos de solidão. É tão bom conhecer pessoas que sentimos que nos dão o devido valor, quando este foi um ano em que as desilusões foram às mãos cheias. Amizades que eram uma pura ilusão desvaneceram-se com o tempo e deixei de me preocupar com elas, e passei a dedicar-me aos amigos que por vezes são aqueles que menos esperamos.

Entretanto e enquanto me encontrava a milhares de quilómetros de tudo e todos tive a sorte de poder dar um salto até Portugal para umas férias e na volta trazer comigo o namorado para lhe dar a conhecer um novo país. Que momentos inesquéciveis a dois! Estes farão parte das memórias que contaremos aos nossos filhos. Pouco depois resolvi voltar para o meu Portugal, com a pequena esperança que um dia de sorte iluminasse a minha vida... porém nada até hoje, pelo que um novo desafio me aguarda muito brevemente.

Mais uma viagem aconteceu em Outubro, desta vez uma escapadela romântica pois bem merecíamos! Fiz-lhe uma surpresa no seu aniversário e levei-o a conhecer o país de nuestros hermanos. Um presente que tanto ele como eu adoramos, e claro mais excelentes momentos para mais tarde recordar.

E hoje já é dia 31 de Dezembro, ninguém diria. Mais um ano que finda e eu não poderia sentir o quanto ele me fez crescer, o quanto ele me fez ver como sou forte e corajosa e me fez descobrir as pessoas que realmente importam na minha vida. Uma delas é o namorado, que sem sombra de dúvida é o homem na minha vida. Não me poderia sentir mais amada neste Mundo. E assim me despeço de dois mil e doze, que foi um óptimo ano!

28
Dez12

Resposta positiva

A resposta que aguardava para a próxima segunda afinal chegou hoje mesmo. A resposta foi positiva, mas nem sei como me sinto. Se por um lado é uma excelente oportunidade a agarrar, por outro está a custar-me imenso aceitar a realidade. Uma realidade que já conheço: a distância daqueles que amo, as saudades do meu país e do conforto do meu lar e a adaptação a lugares e pessoas completamente desconhecidas. E não quero me lembrar do que sinto quando olho para ele e lhe vejo o sofrimento estampado no rosto. Dói, dói e dói. Chego ao fim de mais um dia com lágrimas no rosto mas com o desejo que tudo pelo que vamos passar novamente os dois seja fortemente recompensado no futuro.

28
Dez12

Próxima segunda-feira

Hoje, sem estar minimamente à espera, vi-me sentada numa cadeira de escritório a ter uma entrevista de emprego para o estrangeiro. A próxima segunda-feira será um dia decisivo para mim. Só de pensar que no último dia do ano uma simples decisão poderá mudar a minha vida por completo, faz-me sentir o sangue a fervilhar pelo corpo inteiro. Neste momento só tenho de aguardar pela resposta que será dada no dia 31 de Dezembro e tentar que as insónias não invadam as minhas noites.

13
Dez12

Cão manipulador

Acho imensa piada quando o meu cão me vê instalada no sofá e se lembra de começar a chorar para vir para a minha beira. E quando me olha qual Gato das Botas? Adoro! O engraçado é que ele consegue sempre o que quer, saiu-me cá um manipulador!

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MEMÓRIAS

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D