Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIÁRIO 89

Criando memórias desde 1989

17
Mai12

Promenade

Hoje aproveitei a minha primeira folga, e apesar do tempo fraco fui dar uma pequena vista de olhos pela cidade. Adorei o pouco que vi, pelo que terei de descobrir todos os cantinhos que por aqui há nos próximos meses!

08
Mai12

Partida em breve

Tenho andado bastante ocupada nestes últimos dias, já não sabia o que era andar assim. Entre tratar de documentos, comprar malas e ir a eventos académicos entre os quais a queima das fitas do namorado.

A entrevista de há uns dias correu muito bem pelo que fui seleccionada para o emprego. Partirei ainda esta semana para França, para finalmente começar a exercer a minha profissão. Tem sido muito difícil para as pessoas que me rodeiam, nomeadamente para a minha mãe e para o namorado. Eu tenho estado calma, pois sei que só irei cair na realidade quando estiver metida no avião. Sei que não vai ser fácil para eles e muito menos para mim, mas teremos de pensar positivo todos os dias porque afinal só irei por alguns meses.

04
Mai12

Anda comigo ver os aviões

"Mulher tu sabes o quanto eu te amo

O quanto eu gosto de ti

E que eu morra aqui

Se um dia eu não te levo à lua

Nem que eu roube a lua, só para ti."

 (Os Azeitonas)

 

Ontem disseste que me querias mostrar uma música que tens ouvido estes dias. Colocaste a música a tocar, mas entretanto saímos do carro e a música foi interrompida. Quando regressamos, não me esqueci e voltei a pôr a música. Era inevitável que não chorássemos os dois, enquanto escutávamos a música em silêncio.

03
Mai12

As minhas fitas

Lembrei-me de procurar a pasta do meu traje académico para reler as fitas que me foram escritas há um ano. Deparei-me com fitas com tinta borratada e algumas com pedaços de texto apagadas. Fiquei triste ao ver que o tempo apagou palavras que me fizeram sorrir, mas ao olhar para as fitas naquele estado pensei que dessa forma nunca mais se esquecerá o dia em que as queimei. Choveu torrencialmente sobre os finalistas que estavam protegidos pelas suas capas negras, enquanto ouviam a missa que lhes era dirigida. Choveu tanto que pensamos para nós que só podíamos estar mais que abençoados. Abençoada ou não, um ano depois estou prestes a lançar-me para o maior desafio da minha vida.

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MEMÓRIAS

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D